As capacidades estatais na resposta brasileira à pandemia de COVID-19

Luiz Bruno Dantas

Resumo


A pandemia de COVID-19 exigiu dos países respostas rápidas a um problema repentino e grave. Estas respostas dependeram da trajetória de cada país e da conjuntura vivida por eles. O artigo analisa como o Brasil reagiu à pandemia a partir do conceito de capacidades estatais. Com esse instrumento teórico são avaliadas as políticas públicas na prevenção e combate à pandemia, nas pesquisas sobre vacinação e na capacidade de atendimento dos atingidos pelo novo coronavírus pelo SUS.

Palavras-chave: Capacidades Estatais. Políticas Públicas. SUS. Planos de Saúde. Pesquisa Epidemiológica.


Texto completo:

PDF

Referências


Sites consultados

Fundação Oswaldo Cruz. www.fiocruz.br

Instituto Butantan. www.butantan.gov.br

Organização Mundial de Saúde. www.who.int

Documentos

WHO. Critical preparedness, readiness and response actions for Covid-19. Interim guidance. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/critical-preparedness-

readiness-and-response-actions-for-covid-19. Acesso em: 4 nov. 2020.

WHO. Contact tracing in the context of Covid-19. Interim guidance. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/contact-tracing-in-the-context-of-covid-19. Acesso em: 4 nov. 2020.

Demais fontes

BOLLYKY, Thomas J.; BOWN, Chad P. The tragedy of vaccine nationalism. Foreign Affairs. Sep./Oct. 2020. Disponível em: https://www.foreignaffairs.com/articles/united-

states/2020-07-27/vaccine-nationalism-pandemic. Acesso em: 15 ago. 2020.

Bolsonarismo paralisa ajuda do BNDES ao combate à coronavírus, Jornal GGN, 21 mar. 2020. Disponível em: https://jornalggn.com.br/a-grande-crise/bolsonarismo-paralisa-ajuda-do-bndes-ao-combate-a-coronavirus/. Acesso em: 4 nov. 2020.

CABRAL, Lucas Manoel da Silva; COTRIM JÚNIOR, Dorival Fagundes. Crescimento dos leitos de UTI no país durante a pandemia de Covid-19: desigualdades entre o público e o privado e iniquidades regionais. Physis: Revista de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 30, n. 3, 2020.

COSTA, Laís Silveira; GADELHA, Carlos A. Grabois.In: BAPTISTA, Tatiana Wargas de Faria; LIMA, Luciana Dias de; MACHADO, Cristiani Vieira (orgs.). Políticas de saúde no Brasil. Continuidades e mudanças. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2012.

DELGADO, Ignacio Godinho. Health and pharmaceutical industry, a positive sum game, and the dilemmas of brazilian industrial policy. In: BALESTRO, Moisés; GAITÁN, Flavio (orgs.). Untangling industrial policy: ideas and coordination between state and business. Brasília: Verbena, 2019.

EVANS, Peter. In search of the 21st century developmental state. Working Paper n. 4. The Centre of Political Economy. Brighton: University of Sussex, 2008.

Fiocruz produzirá kits para diagnóstico do novo coronavírus, Jornal GGN, 4 mar. 2020. Disponível em: https://jornalggn.com.br/coronavirus/fiocruz-produzira-kits--para-diagnostico-do-novo-coronavirus/. Acesso em: 4 nov. 2020.

FIORAVANTI, Carlos. Para ganhar tempo. Pesquisa Fapesp, 293, julho de 2020. São Paulo: Pesquisa Fapesp. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/para-ganhar-

-tempo/. Acesso em 4 nov. 2020.

MENICUCCI, Telma Maria G. História da reforma sanitária brasileira e do Sistema Único de Saúde: mudanças, continuidades e a agenda atual. História, Ciências, Saúde – Manguinhos. Rio de Janeiro. Mar. 2014, v. 21, n. 1.

______. Política de saúde no Brasil: continuidade e inovações. In: ARRETHCHE, Marta; FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de; MARQUES, Eduardo (orgs.). As políticas da política: desigualdades e inclusão nos governos do PSDB e do PT. São Paulo: Unesp, 2019.

PAIM, Jairnilson Silva. O que é o SUS? Rio de Janeiro: Fiocruz, 2009.

PIVETTA, Marcos. À procura de atalhos. Pesquisa Fapesp, 293, julho de 2020. São Paulo: Pesquisa Fapesp. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/a-procura--de-atalhos/. Acesso em: 4 nov. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.